Sem Título IV

Como um ruido
que me perturba o pensamento
e me confude os sentimentos
és tu,
que me preenches o vazio
da minha alma e não só,
talvez mais.
E apesar de ruido, é agradável
é obcessão,
mas não má, agradável,
uma doença, mas não mortal,
dás-me resistências para algo
que poderá surgir, mas não
de ti, do que me fazes sentir.
Assim sou eu, pertubável
pela tua memória,
nunca imune ao teu amor
sinto-me grato
e igualmente fraco pelo amor.

( Flávio Pinheiro )

Uma resposta to “Sem Título IV”

  1. cucu,
    tou a ver que agora a july tem um blog todo bonito.
    estou a gostar, o teu fá fez um bom trabalho parabéns aos dois :)…

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: